Desde o início da pandemia do novo coronavírus, muita gente tem passado por uma mesma dificuldade: a de comprovar que continua vivo para manter o recebimento da sua aposentadoria. No momento em que este artigo é escrito, as agências do INSS já voltaram a funcionar, mas no começo da crise elas estiveram fechadas e poderão voltar a fechar caso uma segunda onda da Covid-19 chegue ao país. Nessas horas, será essencial saber como fazer prova de vida pela internet.

É claro que o processo de fazer uma prova de vida não é dos mais divertidos, mas é necessário e exigido por lei. No entanto, com a pandemia do novo coronavírus, ficou arriscado ir até as agências para fazer o procedimento. Afinal, quem recebe a aposentadoria está no grupo de risco da Covid-19. Assim, é importante pensar em maneiras novas de fazer isso.

No artigo de hoje, você aprenderá como fazer prova de vida pela Internet e manter o seu benefício mesmo sem precisar ir até a agência do INSS. Siga a leitura para saber mais sobre o assunto!

O que é prova de vida?

A prova de vida é um procedimento criado pelo INSS para evitar fraudes no recebimento de aposentadorias ou pensões. O processo foi criado de forma a impedir que famílias não comunicassem ao Instituto que um beneficiário tinha falecido. Dessa forma, poderiam continuar recebendo a pensão ou a aposentadoria que aquela pessoa recebia em vida. 

Assim, a ideia é que cada pessoa que tem direito a um desses benefícios deva comprovar que permanece viva, e que ainda tem os direitos para continuar a recebê-lo.

Isso significa, portanto, que qualquer beneficiário que não compareça ao processo de prova de vida poderá ter o seu benefício cortado. Isso porque o INSS não será capaz de comprovar que aquela pessoa permanece viva e, assim, não pagará mais o benefício. 

No entanto, pode ficar tranquilo: caso você não tenha feito a prova de vida e o seu benefício tenha sido cortado, ele poderá ser recuperado facilmente. Para isso, basta ir ao INSS e agendar a realização do procedimento.

Para fazer a prova de vida, não é necessário muito. Você só precisa ir até a agência bancária na qual recebe o seu benefício e apresentar um documento com foto. São aceitos:

  • RG;
  • Carteira de Motorista;
  • Carteira de Trabalho.

Algumas agências bancárias, inclusive, já realizam o procedimento via biometria, não sendo necessária a apresentação do documento com foto para isso.

A comprovação de que a pessoa ainda está viva deve ser feita uma vez por ano. Existem duas opções de datas para escolher:

  • seu aniversário;
  • um mês antes de vencer o prazo de 12 meses da última comprovação.

Normalmente, é costume que os bancos enviem uma mensagem via SMS, internet banking ou um aviso no caixa eletrônico quando se aproxima a data para a realização da comprovação. Só é necessário que o aposentado ou pensionista evite cair em golpes com mensagens falsas no WhatsApp, e-mail e telefone.

Para se prevenir, nunca informe senha, dados do cartão ou qualquer informação do tipo para ninguém. E, sempre que tiver dúvidas, procure diretamente a agência bancária para elucidar a questão.

Como fazer prova de vida pela Internet?

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, muitas pessoas se perguntaram como seria possível fazer a prova de vida sem correr riscos de contaminação. Afinal, o processo envolve ir até uma agência bancária, não é mesmo?

Por isso, o INSS suspendeu a necessidade do processo até o fim de NOVEMBRO. Ou seja: até o final do mês 11, não é necessária a comprovação de que a pessoa ainda está viva. Existe a possibilidade de que essa suspensão seja prorrogada até o ano que vem, mas isso dependerá das opções do INSS. Por isso, é importante ficar atento às notícias.

Dito isso, o INSS já começou a implementar um projeto-piloto para quem quer saber como fazer prova de vida pela Internet. Esse procedimento permitirá que os aposentados e pensionistas façam o processo pelo celular, com muita agilidade.

O processo exigirá:

  • cadastro no Meu INSS ou Meu Gov.Br;
  • dentro do aplicativo, estarão as instruções para que o pensionista tire algumas fotos;
  • as fotos deverão estar com o rosto centralizado, virado para a direita, com os olhos fechados, sorrindo, e com o rosto virado para a esquerda;
  • depois disso, haverá uma análise de biometria da foto para detectar que a pessoa ainda está viva;
  • será necessário informar título de eleitor ou data de emissão da carteira de habilitação.

Por enquanto, são poucos os beneficiários que podem realizar o processo. Afinal, como já dito, trata-se de um projeto-piloto que ainda está sendo testado pelo INSS. A expectativa é de que ele já esteja amplamente disponível em 2021 ou 2022.

Pronto! Agora você já entendeu como fazer prova de vida pela internet. Quando o recurso finalmente começar a funcionar para todos os pensionistas, poderá usá-lo para cumprir essa etapa da aposentadoria sem riscos de se contaminar pelo novo coronavírus. 

Por enquanto, ainda não será necessário fazer o processo. Mas lembre-se de verificar sempre se o INSS voltou a exigir o procedimento.

E então? Gostou do conteúdo? Se sim, que tal compartilhá-lo nas suas redes sociais e no grupo dos seus amigos no WhatsApp?